terça-feira, 20 de setembro de 2016

Que tipo de profissional você é?


Uma pergunta que pode ser feita pelas pessoas nas diferentes áreas de atividades. Hoje em dia existem especializações, capacitações, que promovem o nível de conhecimento dos profissionais. Mas isso por si só é suficiente? Como você se comporta no ambiente de trabalho?
 
Não tenho o poder da verdade absoluta e sim alguma experiência no mercado de trabalho. E posso afirmar que há situações críticas, em especial aquelas que refletem crises no emprego e dificuldades para as empresas se manter com todas as suas obrigações fiscais e com seu quadro de funcionários. Todos ficam ameaçados e buscam saídas para resolver os problemas.

Frente ao perigo de demissões os funcionários devem se perguntar quanto estão servindo para a empresa que trabalha e em que grau poderia ficar empregado durante um período difícil ou ser demitido por questões de economia. Esta avaliação própria o ajudaria a decidir sobre em que poderia melhorar - se fosse o caso - ou que providência a tomar em uma eventual demissão.

A vida profissional

Existem diferentes tipos de pessoas e, logicamente, cada uma com pensamentos e posicionamentos diversos para cada situação. Por exemplo, há funcionários que se dedicam exclusivamente nas atividades inerentes a seus cargos e não fogem deste padrão. Por exemplo, uma secretária ou atendente jamais se proporia a realizar um pequeno reparo na rede elétrica ou verificar a possibilidade de consertar um vazamento de uma torneira, mesmo que para isso fosse necessário fazer apenas uma substituição de peças. Alguns mesmos dizem para os colegas “que não podem sujar as mãos” fazendo aquilo que não é de sua atribuição.

Por outro lado há quem pense exatamente ao contrário sobre este assunto. São aquelas pessoas desprovidas de qualquer tipo de orgulho profissional que as impeça, por exemplo, de limpar sua mesa de trabalho, trocar uma lâmpada, consertar uma extensão elétrica que possibilitar o uso de algum equipamento etc. Estes profissionais, muitas vezes não são reconhecidos pela empresa em um primeiro momento. Mas é claro que suas atividades, seu empenho, sua dedicação pela empresa são observados. E em um momento de dificuldades, quando a empresa tem que decidir sobre demissões, isso pode ser decisivo.

Aprenda o máximo possível

Em meu entendimento sempre achei, desde o início de minha vida e, por exemplo, de meus pais, aos quais sou muito grato, que uma pessoa deve aprender tudo o que for possível de modo a contribuir para o ambiente em que está vivendo, ou no caso trabalhando. E assim o fiz durante todos os locais que trabalhei independente do tipo de serviço executado.

Educação familiar

Quando criança aprendia com minha mãe que tipo de material poderia ser usado para limpar um móvel de madeira, vidros, como proteger fechaduras e dobradiças do desgaste natural etc. E ajudava em casa com a melhor boa vontade. E com o passar dos anos incorporei esta maneira de ser e sempre procedi desta forma. Quando músico, nada me impedia de consertar amplificadores ou mesmo construir caixas de som, limpar os instrumentos e até mesmo de conduzir os meus colegas dirigindo o transporte nas idas e vindas para os bailes. Este foi o reflexo de uma educação que recebi a acho que também por uma característica pessoal. Mais à frente em um serviço completamente diferente da Música, o mesmo acontecia. Na área de Inteligência  governamental, como Analista, não me recusava a ensinar como sair de um elevador em pane, com segurança. E de procurar contribuir na área de informática também, apesar de não ser minha obrigação. Nos momentos mais difíceis consegui eu mesmo pintar o meu carro e nele fazer muitos tipos de reparos. Considero que foi extremamente útil para mim e para quem me tinha como funcionário, modéstia à parte.

Atitudes diferentes

Ouvi relatos de conhecidos que simplesmente não admitem a hipótese de lavar um copo, em casa, simplesmente porque têm serviçais para isso. E que “não se formaram para tais tarefas”. Ora, eu penso exatamente ao contrário: quando necessário executo qualquer serviço mesmo não tenha sido formado para tal... E isso sempre funcionou bem comigo. Mas há outras pessoas que não procedem desta forma. E eu respeito plenamente cada escolha pessoal ou profissional, bem como as diferentes maneiras de agir das pessoas.

O ser humano é muito complexo. E dentro desta complexidade existem virtudes, falhas, acertos, deficiências, boa vontade, má vontade etc. E a vida por si só é muito curta e não permite que nos coloquemos em um pedestal em frente a nossos semelhantes. Somos, portanto, muito limitados e podemos avançar muito ainda em nosso desenvolvimento pessoal.


Vale refletir um pouco sobre o tema para se aproximar de uma resposta para o questionamento:

Que tipo de profissional você é?

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

O Concurso Garota Portal Messejana

Um projeto social de sucesso

Ideia simples que se transformou em um projeto social de sucesso. O Concurso Garota do mês do Portal Messejana, que viria a se transformar rapidamente em Garota Portal Messejana. O projeto movimentou bastante o Instituto Portal Messejana desde 2008 e sempre teve por objetivo promover a juventude e facilitar o seu acesso profissional como modelo fotográfico ou qualquer outra atividade publicitária na área da moda e de eventos.

Com o incremento das redes sociais, em particular do Facebook, foi criado um grupo intitulado Garota do mês do Portal Messejana. Rapidamente a iniciativa ganhou muitas adesões e milhares de participantes. Tudo muito organizado desde o princípio e ano a ano corrigindo e aperfeiçoando detalhes em seu funcionamento. A satisfação pelos resultados obtidos com as primeiras vencedoras, que se destacaram no mercado publicitário da moda em Fortaleza, deu ainda mais incentivo para o Portal Messejana dar continuidade ao projeto.

O Concurso Garota Portal Messejana

O Concurso se destina, portanto, exclusivamente a garotas que preferencialmente devem residir na Grande Fortaleza ou proximidades da capital cearense. Um trabalho incessante de toda a equipe do Portal Messejana, de selecionar dentre as diversas candidatas inscritas aquelas que representariam o Portal Messejana em cada mês e ao final juntar todas as representantes do ano para a escolha, através de um Concurso, da Garota Portal Messejana. Tudo isso se acrescentando a preparação durante todo o período para o ingresso no mercado de trabalho, através de cursos, palestras, treinamentos, com profissionais especializados.

Para cada candidata houve um deslocamento para ensaios fotográficos em praias leste do Ceará, tudo isso de forma gratuita, de modo a ampliar sua divulgação nas redes sociais. Todo este serviço executado por profissionais da Máxi Vídeo Produções, empresa do Portal Messejana. Além disso, entrevistas individuais foram produzidas para publicação dos perfis de cada candidata, com suas melhores fotos e todos os ensaios fotográficos. E depois de cada ensaio fotográfico uma seleção do material obtido, com o trabalho das fotografias em programas especiais para a posterior divulgação. O lado da segurança e do controle sempre foi observado criteriosamente, em favorecimento de todos os participantes, com todos os deslocamentos autorizados pelas próprias candidatas ou responsáveis no caso daquelas de menor idade. De igual forma quanto à publicação de imagens nas redes sociais, sempre devidamente autorizadas pelas candidatas ou participantes.  

Bons resultados

Vale dizer que desde o começo do projeto Garota Portal Messejana inúmeras participantes conseguiram posição de destaque nos trabalhos que envolvem publicidade, moda e eventos em Fortaleza, o que trouxe grande incentivo para a manutenção da iniciativa, mesmo com algumas dificuldades para sua execução, por vezes, mas que os objetivos nos indicaram o caminho da continuidade desta importante ação social. O apoio das empresas locais, através de brindes e premiações também merece ser destacado, embora não haja nenhum caráter lucrativo do Portal Messejana no projeto. Conhecedoras do alcance social da iniciativa do Portal Messejana, muitas empresas existentes no ramo do turismo também ofereceram premiações e apoio às candidatas nesse período.

De 2008 até 2016 houve um significativo aperfeiçoamento do Concurso, particularmente no desfile final. A repercussão na imprensa foi muito satisfatória.

Destaque especial

Em 2015, a Garota Portal Messejana, Luana Mastrillo, foi indicada para participar do “Concurso Miss Ceará Be Emotion” ficando entre as cinco primeiras candidatas. E hoje ela é referência no mundo da moda cearense, o que muito nos engrandece.

No site Portal Messejana estão todas as referências, entrevistas individuais com as candidatas, regulamentos, instruções e matérias sobre as grandes finais dos Concursos, ano a ano. Fica assim o registro de uma atividade que consideramos muito importante para a área social de Messejana, de Fortaleza e de todo o Ceará.

Neste ano a final do Concurso para a escolha da Garota Portal Messejana 2016 será realizada no dia 28 de setembro, no Grand Shopping Messejana, a partir das 19 horas, com um show de atrações, desfiles de candidatas, música ao vivo.

O evento foi bem divulgado e a sociedade convidada a participar deste grande evento inclusive com a colaboração de 1 quilo de alimento perecível (como nos anos anteriores), para doação à entidades filantrópicas ou assistenciais da área.

Um simples relato de nossa atividade à frente da Diretoria do Instituto Portal Messejana. 



quinta-feira, 15 de setembro de 2016

Metas, um motor para a vida!

Aprendendo alguns segredos da mente

Quando mais novo dificilmente elegia uma meta ou sequer pensava no assunto. O tempo vai ensinando a nós, gradativamente, como se defender de alguns percalços da vida, como melhorar ou abrandar eventuais crises no trabalho ou em qualquer tipo de relacionamento. Eu acho que este assunto vai lhe interessar.

Não resta dúvida que há problemas difíceis, quase insolúveis, mas que podem ser bem administrados de maneira a ficarem suportáveis. Ou muitas vezes os tais problemas nem mesmo existem na plenitude ou na força com que os recebemos ou como nossa mente os trata.

Quem manda em sua mente? Li em uma oportunidade algo que me ensinou uma lição importante para minha vida. Dizia o texto que em dezesseis linhas eu poderia encontrar uma solução inédita em minha vida. E assim o foi.

A lição preconizava que existem pensamentos bons e maus que atuam em nossa mente, algumas vezes chegando mesmo a nos orientar sobre um assunto, uma dúvida, ou mesmo podem nos confundir. Como será possível isso? Chamadas forças reativas falam conosco como se fossem do Bem. E alguns segundos podem nos iludir, como se estivessem do lado do Mal, agindo negativamente sobre nós.

É bem assim, apenas, por exemplo: quando você decide realizar alguma tarefa, sua mente pode lhe dizer “vá em frente” ou “não faça isso”. Neste momento não é você quem está propriamente pensando. Está recebendo cargas de seu lado inconsciente que podem lhe prejudicar. E o que fazer para resolver este conflito? A resposta é simples: pense imediatamente e “grite” de forma mental com aquelas vozes que lhe falam, de forma conflitante, e diga: “parem com isso!”. Quem manda em mim sou eu e não vocês! E medite em seu nome como se tivesse acabando com aquela confusão toda. É muito simples... Após fazer isso você vai sentir que tudo se acalmou e que sua mente ficou mais livre. Você assumiu o comando novamente!

Pratique sempre este exercício

Isto tudo é um exercício, que deve ser repetido todas as vezes que tais fatos ocorrerem. Sua mente dominando os diferentes aspectos reativos que querem mandar em você!

O estabelecimento de metas é importante

Aliado a esta técnica, no dia a dia, você deve traçar metas. Sim, metas de curto, médio ou longo prazo. Mas que ocupem sua mente e seu corpo em tarefas voltadas para o Bem, impedindo que um eventual vácuo provocado por ociosidade no pensar deixe-o cair em uma cilada. Estabeleci neste ano mais uma meta! A de atualizar todos os meus registros escritos, de diferentes épocas da minha vida e organizá-los de forma a publicar um livro. Com que objetivo? O de registrar as ideias, os conceitos, e permitir que eles fiquem compartilhados com pessoas com quem eu convivo atualmente e com outras que talvez possam se beneficiar um pouco com os conteúdos.

Mas existem metas que servem muito bem para nos dirigir na vida. A organização dos documentos de uma casa, planejamento de férias, de passeios e outras tantas atividades que podemos nos valer.

Tente estabelecer metas! Não desista. Mesmo que não consiga alcançar os resultados obtidos pela primeira vez. Os campeões não iniciaram como tais. Os jogadores, técnicos e toda uma gama de profissionais não nasceram sabendo. E sim se aperfeiçoaram com os próprios erros!


(*) João Ribeiro é atualmente diretor, analista de conteúdo e editorialista do Portal Messejana, de Fortaleza, Ceará. Escreve também para seu blog – o Blog do João Ribeiro, no qual aborda assuntos de interesse geral da comunidade e de outros campos de expressão do poder nacional; também é Analista de Informações do Ministério do Trabalho, aposentado, cargo hoje denominado Oficial de Inteligência na atual Agência Brasileira de Inteligência (ABIN) da Presidência da República.