terça-feira, 28 de abril de 2015

A pureza de uma criança


Existem gestos e atitudes de criança que externam uma pureza e admiração pelo que ela vai descobrindo. São pequenas estórias que nós contamos e brincadeiras que para elas têm um significado interessante. Tornei-me um verdadeiro avô coruja mesmo. E tenho necessidade de registrar o máximo possível os momentos que temos com ela porque o tempo vai passando rapidamente e quero aproveitar bastante. 

Minha netinha Isabela está com um ano e quatro meses, sempre me fascina com o seu aprendizado constante e rápido. São palavras novas que vão aparecendo em seu vocabulário, pequenas frases que começam a ser montadas e traços de sua personalidade que vão aparecendo pouco a pouco. Tem uma capacidade de aprender rapidamente e isso me faz muito feliz. Está despertando para tudo na vida! Cada dia que passa mais uma novidade que ela aprende. Muito bom este acompanhamento e nos trás alegrias sempre.

 

Fiz uma carta para ela logo após seu nascimento, no sentido de que ela saiba minhas impressões quando tiver o discernimento da leitura e da idade. Certamente eu não estarei mais aqui neste plano, mas ela poderá ver muitos registros nossos. Coisas por exemplo, que não tenho dos meus avós pelas condições tecnológicas daquela época.  

Há uns três meses mostrei a lua para ela, em uma noite muito bonita. Ficou encantada! Demorou um pouco para diferenciar entre a luz de um poste, mas logo apontava o dedinho para a lua, quando eu perguntava. Daí para frente começou a admirar a lua e a me mostrar todas as vezes que vai saindo de nossa casa.

Ontem foi uma despedida especial. Pelo fato de perto da lua apareceram três estrelas e eu ter dito que uma delas era dela e tinha seu nome. Ficou encantada com a ideia. Depois, na presença de todos, dizia que a tal estrela (a mais luminosa) “era dela” e tinha o seu nome, e ela dizia ser a estrela da “Bela”.

Sua admiração, curiosidade pelo nosso gato Babu e às vezes certo temor é registrada de vez em quando. Aprendeu a chamar o nome dele de forma muito engraçada, de modo que nem eu mesmo consigo reproduzir. Usa esta “técnica vocal” quando quer brincar com o nome das outras pessoas que conhece. E sorri muito!

Sobre música suas preferências são interessantes. Notei que tem ritmo bastante e dança quase todas as canções que ouve. Comigo ao violão pede sempre a Bila Bilu e outras do tipo. Tenho que aprender o repertório dela, agora! 
 
Na hora dos lanches começo a provocá-la oferecendo umas misturas interessantes. A princípio foi apenas um pouco de café com leite, que ela provou, molhando seu dedinho na xícara e após provar disse convicta: “é bom!”, do mesmo jeito que costumo dizer quando gosto dos lanches ou alimentos...  

Semana passada prometi para ela que no sábado, quando iríamos para nossa casa da praia, lhe mostraria um sapo, como ela chama, o “croc croc”... Mas o sapinho de verdade desapareceu... Arranjei uma saída de última hora que funcionou bem! Foi mostrar dois sapinhos de enfeite que estavam por lá enfeitando a lateral do jardim. Ficou empolgada, deu banho nos sapinhos de brinquedo e gostou muito de ter visto pessoalmente aqueles bichinhos que já conhecia de seus livros.

Isabela demonstra ter um gosto pela “leitura”. Olha detidamente os livrinhos que ganha, conhece todos os animais, o que eles fazem e os sons que emitem. Começou a contar até dez e me imita, com a mão na cabeça, em alguns exercícios de alongamento. Gosta demais de bola e de dançar. Aprende muito pelos vídeos para crianças que mostramos para ela na televisão ou computador.

Usa sempre roupinhas bonitas, um macacão, jeans, pijamas coloridos e uns vestidos de muito bom gosto. Agora ganhou da minha filha uns sapatinhos iguais aos da mãe. Ficaram muito legais. Só vendo os “looks” para conferir!

A felicidade de uma criança que gostamos muito com pequenas coisas, a ausência do medo, a pureza e o desabrochar para uma vida inteira são motivos de muita alegria. E que todos nós devemos compartilhar com os familiares.  


Veja também nas redes sociais:

  
 

segunda-feira, 27 de abril de 2015

Um golpe necessário!


Muito se comenta hoje em dia sobre a situação que se encontra o Brasil. Umas pessoas são mais radicais e pedem a volta dos militares ao poder, de imediato. E clamam para que as Forças Armadas e Forças Auxiliares coloquem “o país de volta aos trilhos”. A situação é bastante complexa e demandaria muito mais do que simples palavras e sim atitudes sérias e compromissadas daqueles que assumiram seus cargos para isto.

A maioria dos comentários que tenho lido reclama da falta de patriotismo, do que foi retirado de nossa educação em termos de amor à Pátria. Acho que precisamos mesmo de um golpe, mas não de um golpe militar. De um golpe civil, de civismo, de comprometimento e de educação ao votar.

Os maiores erros hoje em dia se alastram rapidamente de cima para baixo. Nossos congressistas, ditos nossos representantes, em meu entender não estão cumprindo o seu papel constitucional nem de perto. Ao contrário, a maioria dos parlamentares nos envergonha pela omissão, pelo desconhecimento das questões básicas e pela falta de ética política ao ficarem o tempo todo se preocupando apenas com suas benesses e esquecendo os anseios populares.

Uma das maiores questões – (problema número 1) agora é a falta de segurança em todos os Estados da federação. E o aumento da violência de forma desenfreada em todos os sentidos. A situação provoca o íntimo das pessoas de bom senso e grupos vão se formando, nas redes sociais, reivindicando mais segurança, mais atitude, e reforma na lei que diminuiria a maioridade penal para 16 anos. Os políticos, mais uma vez, fecharam os olhos para um projeto que tramitava no Senado neste sentido e o engavetaram. 

Assim cresce a impunidade e a vida perde o valor. A banalização da morte está a olhos vistos. Não bastasse a impunidade geral, há o Estatuto do Adolescente que protege o menor de forma que eles frutam, roubam, matam a torto e a direito na certeza de que passarão, quando muito, poucos anos (ou meses) nas “casas de recuperação”, que não recupera coisa nenhuma. E depois disso esses delinquentes juvenis voltam para a sociedade mais treinados para o crime, com 18 anos e com a ficha totalmente limpa. Isto é no meu entender um absurdo.

É necessário um golpe de vergonha na cara de nossos representantes, no sentido de que observem o que está acontecendo no país e decidam trabalhar para minimizar o problema, pelo menos. A redução da maioridade seria um bom começo. Por que não querem fazer isso? Sinceramente não entendo.

É necessário um golpe de ética para que nossos políticos aprendam a lidar com as verbas públicas e fiscalizar todas as ações, contratos e possíveis ilicitudes.

É necessário que os políticos votem leis no sentido de proibir mascarados em manifestações públicas. O que denota a intenção de se esconder para praticar vandalismos.

É necessário que nossa Presidenta adote medidas provisórias, se for o caso, para consertar isso e facilitar os órgãos de segurança em seu difícil trabalho. 

Sim, é necessário um golpe de Moralidade em todos no sentido de que nossa Bandeira possa estampar, sem medo, os dizeres “Ordem e Progresso” e continuasse a tremular de forma linda como na figura acima.  


Veja também nas redes sociais:


Que importância você dá ao dinheiro e ao trabalho? Você respeita seus limites?


 
As pessoas são muito diferentes. Umas se apegam mais a bens materiais, ao consumo e outras ao trabalho, em detrimento às vezes de outras coisas também importantes. Cheguei à conclusão que o dinheiro deve servir apenas como moeda de troca mesmo. Isso é óbvio, algumas pessoas poderão dizer, mas não acho. E justifico pelo fato de que muitos de deixam dominar pelas coisas materiais e sua ganância ou inveja se desenvolvem de forma avassaladora, prejudicando a essência de seus espíritos.

Em primeiro lugar, minha opinião sobre comparações: jamais se coloque em inferioridade com outra pessoa por ela ter mais, possuir bens, ostentar poder. Não faça comparações, se possível. E se tiver que fazê-las observe pessoas que possuem menos que você ou tenham mais dificuldades na vida. Com esta atitude você dificilmente será atraído pela inveja ou sentimentos similares.

O respeito aos limites

Um ponto a ser observado criteriosamente são os limites. Eles existem de verdade e devem ser respeitados na maioria das vezes. Há exceções, por exemplo, quando um desportista tenta se superar. Neste caso uma força superior pode fazer com que ele consiga alcançar plataformas inatingíveis. Mas a observância de suas possibilidades fará com que sua vida seja mais fácil, mais tranquila e com menos ansiedade e estresse. Não adiantar uma pessoa que tem uma estatura baixa e frágil tentar concorrer com outra, bastante alta e forte, em se tratando de modalidades esportivas.

E o dinheiro e os bens materiais?

Voltando ao assunto dinheiro, considero que a melhor maneira de você conviver com ele é controlá-lo e não deixar que ele o controle! Fazer economia é bom, para se precaver de momentos difíceis que eventualmente poderão aparecer em sua vida, para a aquisição de um bem durável que foi colocado como uma de suas metas ou mesmo por razões de segurança de vida. Na medida em que agimos ao contrário, ou seja, guardamos um dinheiro apenas por ter, cada vez mais, não nos desprendemos de bens patrimoniais pensando que eles serão eternos ou que nossa vida será eterna, o dinheiro estará nos dominando.

E o trabalho, como afeta as pessoas?

Conhecemos pessoas que trabalham pouco e ganham muito; outras que trabalham muito e quase nada recebem e mais ainda, aquelas que nem trabalhos definidos possuem. Assim é a vida. Quando se é muito jovem os sonhos podem ser bastante altos. À proporção que o tempo passa muitos sonhos se transformam em ilusões. O importante é que você esteja sempre consciente disso. Nem tudo será possível alcançar. E transmita essa ideia para os mais jovens no sentido de que expectativas exageradas não sejam formadas. Tente aceitar e ser grato pelas vitórias conquistadas, grandes ou pequenas, não interessa. Elas foram conseguidas por seus méritos e de acordo com suas possibilidades.

A superação é importante

Em todas as circunstâncias a superação, a vontade e a determinação podem ser fatores de maior importância na vida das pessoas. O que isso significa? Que existem pessoas que por terem nascido em desvantagem física com relação a outras conseguem se superar. E desenvolver um trabalho, uma arte de forma espetacular. É isso tudo que torna a vida simplesmente mágica e possível de ser bem aproveitada de todas as formas. Não tenho opinião formada sobre a influência do nosso espírito em nossas vidas. Mas certamente traços advindos de outras vidas, quem sabe, podem ser revelados em nossas existências atuais. Talvez fosse uma explicação para os dons que recebemos em nosso presente maior, a vida!



Veja também nas redes sociais:
 


  
 

Facilidades da vida moderna. Faça você mesmo e melhore até sua autoestima

O que você pensa sobre os benefícios da tecnologia? No meu entender tudo está muito fácil e com um pouco de atenção podemos aprender os inúmeros recursos disponíveis, pela internet. Livre-se até mesmo de golpes pela internet usando a própria rede de computadores. Escrevi este texto para você, que sente dificuldades em interpretar manuais de instrução e manusear adequadamente seus eletrônicos. Vá em frente e saiba como através de dicas simples, mas valiosas, em meu entendimento!

Há algum tempo até o mercado de trabalho precisou de cursos e mais cursos de informática para habilitar as pessoas a usar o computador. Tirando os casos de programas especiais, em que ainda há essa necessidade, todo o resto pode ser aprendido em casa facilmente! Passou rapidamente aquele período que pouca gente sabia pelo menos digitar em um teclado de computador e usar um editor de textos.

A “Ajuda” nos programas

Sabíamos que quase todos os aplicativos de computador possuíam um atalho (normalmente a tecla F1) para acessar a Ajuda. E foi outra época ainda meio complicada porque nem todos os programas estavam em português, os termos técnicos dificultavam um pouco a tarefa de muita gente.

As pesquisas pela Internet

Uma revolução de fato ocorreu com os mecanismos de busca, desde os mais antigos até o mais revolucionário criado até hoje, sem dúvida, o Google. Tanto faz o tipo ou marca de equipamento que você estará tentando aprender. Uma câmera digital, um GPS (Sistema de Posicionamento Global), configurar um controle remoto com seu televisor, como fazer alterações em qualquer tipo de aplicativo etc. Não adianta falar muito. O que eu aconselho para as pessoas a meu redor é tentar logo! Assim, quando você tiver uma dúvida sobre determinado assunto, entre no Google e digite sua pergunta. Pode ser: “como faço para obter o manual de instruções de tal equipamento”... E por aí podem se seguir inúmeras perguntas, as mais variadas possíveis. 

Suspeita de golpe na internet? Dicas...

Quando você foi adquirir um produto ou serviço use o modo pesquisa para saber se pessoas foram lesadas anteriormente com aquilo que está negociando. Então é o seguinte: se você pensa em adquirir qualquer coisa, pesquise na internet, através do Google: “plano de saúde tal... Fraudes, problemas, denúncias”... Escreva na pesquisa o nome daquilo que você pretende negociar e as palavras “fraudes”, “denúncias”, “golpe” etc. Logo surgirão nos resultados inúmeras respostas às suas solicitações. Entre nas respostas e leia atentamente cada uma para tirar suas conclusões se deve ou não concluir o negócio. Existem sítios especializados na internet, como o Reclame Aqui, onde você poderá também colher alguma coisa interessante e também reclamar seus direitos de consumidor em caso de ter sido lesado.

As empresas estão cada vez mais preocupadas em melhor atender seus clientes por causa dos verdadeiros estragos à sua reputação e imagem que uma alta quantidade de reclamações pode gerar! Dica: sempre escreva estritamente a verdade. Não aumente nada e não exagere. Tenha em mente que você poderá ser questionado sobre o assunto. Portanto, se tiver feito reclamações anteriormente anote todos os números de protocolos, nome de atendentes, de forma que possa utilizar o conjunto de dados em sua defesa.

Ajuda em vídeos no Youtube

Outro modo fantástico de aprender é através de vídeos postados no Youtube! Várias pessoas descobrem formas de manuseio de equipamentos, dicas e soluções para problemas variados. E postam tudo em vídeos. É muito fácil e gratificante você poder resolver um problema sozinho do que chamar um técnico para isso

Sempre fui fascinado por tecnologia. Antigamente tudo era mais difícil. Tive, por exemplo, que traduzir manuais de um sintetizador (instrumento musical de teclados) DX7 inteirinho para desfrutar de seus recursos integralmente. Em outra oportunidade, traduzi um manual de rádio de um Yaesu. Era um aparelho transceptor muito utilizado pela classe de radioamadores da qual faço parte, com o Prefixo PT7-JSN (Classe A). 

Sendo assim tente, procure o que deseja saber no Google, vá em frente. Compare os resultados. Se não der certo da primeira vez siga outras instruções e aumente gradativamente sua intimidade com seus amigos virtuais, que certamente livrarão você de grandes enrascadas. Boa sorte!

Até a próxima... Vou ver se aprendo como modificar uma legenda em uma edição de vídeo que estou fazendo e também como exibir os vídeos com alguns efeitos especiais... Alguém mais experiente que eu deve ter postado isso no Google!


Veja também nas redes sociais:
 


sexta-feira, 17 de abril de 2015

Aprender muitas coisas ou se especializar em uma atividade?

Eis um dilema. Tudo depende de sua aptidão. Acho que essas características você pode herdar de seus antepassados ou de outras existências. E que muitas vezes não adianta forçar a barra para modificar um traço inato de sua personalidade. Há pessoas que nascem fadadas a exercer uma atividade, melhor dizendo, a se dedicar a uma carreira profissional ou habilidade, por exemplo. E outras que mudam as vontades, os gostos, com o passar da vida e aprender com facilidade muitas atividades e as desempenham com relativo esmero até simplesmente delas ficarem desestimulados. E partem para outra, com a mesma disposição!

Este traço eu mesmo pude identificar em minha família, particularmente em um de meus tios. O Tio Raimundo, que já nos deixou há algum tempo, tinha facilidade para aprender tudo! E rapidamente se habilitava para fabricar grades de ferro, soldar, pintar. Era simplesmente admirável. Quando jovem foi um craque no voleibol. Depois mais tarde empreendeu diversas atividades. Tudo o que desejava fazer conseguia. E ele quando se entusiasmava com uma coisa adquiria logo todos os recursos que viesse a precisar para conseguir os melhores resultados. E quando os alcançava... Mudava de gosto e ia procurar outra diversão.

Eu acho que também recebi uma parte dessa herança genética (talvez). Não sei se isso me fez bem, mas não questiono o fato de ter sido assim e não me arrependo de nada. Quando foi a época do futebol a empolgação foi grande. Depois muitos outros mundos se descobriram para mim, como o judô e o karatê, a música, a eletrônica, o radioamadorismo, a informática, a programação, a internet, fotografia e filmagens e à nobre Atividade de Inteligência, à qual me dediquei de corpo e alma durante anos de trabalho.

Como músico poderia ter me destacado mais se tivesse persistido como profissional. Mas todas as fases tiveram seu tempo e seu significado para mim e nossa família. O que desejo transmitir com isso? Que você saiba dessas experiências e que possa trilhar o caminho que decidir. Caso deseje muito se aprofundar em algum assunto específico, siga seu destino. E tudo certamente dará certo.



Há que se observar ainda o que a vida pode nos aprontar! De um momento para outro seu destino pode ser radicalmente mudado sem que você tivesse se esforçado muito para isso. Uma mudança de músico para profissional da área de inteligência eu nunca teria imaginado. Mas o profissionalismo inerente a mim fez com que a dedicação aumentasse e assim eu pudesse tirar o atraso em alguns conhecimentos em pouco tempo de estudo e trabalho.

Vale lembrar que a vida não é um treino – é o próprio jogo! E que as chances não aparecem muitas vezes, nem você saberá quantas... Tem que estar preparado para decidir no momento em que as mudanças aparecem! Pelo sim, pelo não, acumule bons fluídos e carga positiva para sua vida futura. Há elementos que me indicaram a importância desta atitude. Não tenha orgulho, seja simples e jamais humilhe o próximo.

Sei que os jovens, por sua natureza, relutam em saber as experiências de vida dos mais velhos. As civilizações orientais são diferentes porque valorizam as experiências daqueles que mais tempo estão no jogo da vida e com elas podem aproveitar alguma coisa. Mas as sociedades ainda podem evoluir!  


Veja também nas redes sociais:

quarta-feira, 15 de abril de 2015

Tem dias que tudo dá certo. Outros nem tanto... É a vida moderna


Sabe aqueles dias que você tem para resolver uma porção de coisas e que não conseguiu quase nada? Que fez basicamente um planejamento para tudo dar certo? Ocorre com todo mundo e faz parte do cotidiano. Do mesmo modo às vezes pensamos que tudo vai ser muito difícil, que será humanamente impossível desenrolar certas tarefas programadas, mas ao final obtemos uma maravilha de resultado! Coisas do dia a dia, da modernidade, da globalização, que temos que conviver na atualidade.

O preço da modernidade

Os eletrônicos são muito bons e a tecnologia também. Mas tudo tem o seu preço, não apenas pelo dinheiro utilizado para comprar equipamentos e dispor da tecnologia e sim pelas eventuais batalhas para manter tudo funcionando direitinho. Falo de uma casa, de computadores, ipads, celulares, carregadores, câmeras, controles remotos, antenas e receptores de televisão e toda essa parafernália que mantemos para nossa “felicidade”... Coloquei entre aspas porque há alguns anos todos nós usávamos muito menos essas facilidades e a vida era bem mais tranquila. 

Hoje tudo é elétrico ou eletrônico. Os equipamentos e acessórios precisam de pilhas, baterias, carregadores ou outros tipos de fontes de energia para alimentá-los. Até os relógios muitas vezes me irritam com sua quantidade e quando nem mesmo aparece outra pessoa para notar que um deles está parado, com a pilha descarregada. O estresse aumenta dia a dia. Não sei se ocorre com todos vocês. Comigo até o hábito de avançar os programas de televisão gravados nos equipamentos aumenta a ansiedade. Um bom livro antigamente era uma opção muito melhor.

A burocracia

E a documentação que você acumula ao longo do tempo e tem que manter?
Viramos um banco de dados, praticamente. São inúmeras senhas para gravar (cartões de crédito, contas bancárias, de e-mail etc.). E comprovantes de pagamento para tudo que é lado. Costumo guardar tudo em uma pasta para arquivá-la ao final de cada ano. As buscas que se fizerem necessárias deste modo são mais rápidas. E quando você recebe uma cobrança indevida, que tem certeza de que já pagou? Uma parada dura! E os verdadeiros embates com as operadoras de telefonia, planos de saúde, televisão por assinatura e outros do gênero? E os números de protocolo de reclamações, que quase sempre em nada resultam. Todos os atendentes parecem que pretendem aniquilar você!

A globalização

Você acha muita vantagem na globalização? Apesar de gostar muito de ser informado, começo a perceber que a globalização trás muitas desvantagens. Uma delas, por exemplo, intimamente ligada à criminalidade. Enquanto antigamente os crimes, de forma geral, passavam muito tempo para chegar ao nosso conhecimento, hoje em dia é em cima! Na mesma hora um indivíduo em qualquer região de nosso imenso Brasil toma conhecimento do que se passa nos extremos do país, em até mesmo todas as localidades do mundo. E isso é, em meu entendimento, negativo. Além da carga de neurose que se espalha há ainda a disseminação do “modus operandi” das quadrilhas, que se espalha com uma facilidade tremenda. Uma criança, que sem as redes nacionais de televisão, poderia estar brincando de acordo com os costumes de sua região, logo incorpora, com a televisão, tudo que é moderno, mesmo que nem sempre seja coisa boa.

Vamos indo nesta onda, mas sem deixar de refletir e pensar um pouco no que podemos fazer para nos adaptarmos a este estado de coisas. Por falar nisso vou parar por aqui para assistir os noticiários na televisão. Nada de bom, como ultimamente tem sido. Uma primeira mudança que farei ainda neste mês será o retorno à leitura de forma mais efetiva.


Veja também nas redes sociais: